cmrmc

cmrmc

domingo, 5 de julho de 2009



Tuninho Galante e Marceu Vieira 
Convidada Mariana Baltar

10 e 11 de julho - sexta e sábado -19 horas

Os compositores Tuninho Galante e Marceu Vieira apresentam parte de suas mais de 100 composições ao lado de músicos como Denize Rodrigues (sopros), Lucas Porto (violão 7 cordas) e Clarice Magalhães (percussão e voz) e dá uma geral de seu primeiro CD, em fase de gravação.
A dupla viaja por diversos gêneros, como samba, valsa, xote e baiões.
Tuninho Galante e Marceu Vieira compõem juntos desde 2000. Em nove anos de parceria, fizeram mais de 100 músicas. Já foram gravados por artistas como Nilze Carvalho, Ana Costa, Mariana Baltar e Luciane Menezes , que brilham na Lapa carioca.
 Por falar em Lapa, apesar da intimidade com o bairro boêmio, e até de sua inspiração, Tuninho e Marceu advertem: não são sambistas. São músicos que também fazem samba.
Os dois foram criados na Baixada Fluminense. Tuninho, em Miguel Couto, e Marceu, em Morro Agudo, na cidade de Nova Iguaçu. Estudaram ainda na mesma universidade (Instituto de Artes e Comunicação da UFF), mas , curiosamente, só foram se conhecer nas rodas de samba do Bip Bip, apresentados por Alfredo Melo, dono lendário boteco de Copacabana  e amigo de ambos.
Tuninho é violonista, arranjador e produtor de grande experiência. Já atuou como músico, produtor e arranjador  em discos de artistas como Fátima Guedes, João Nogueira, Beth Carvalho, Marlene, Wilson Moreira, Candeia, entre outros. Nos anos 1990, montou uma produtora fonográfica e lançou o CD "Embaixada do samba". O disco lhe rendeu o Prêmio Fiat daquele ano e lançou sambas importantes, como "Nas asas da canção", de Ivone Lara e Nelson Sargento. Em 2005, Tuninho dirigiu e produziu o CD "Roda de samba no Bip Bip", com participações estelares do mundo do samba, como Aldir Blanc, Wilson Moreira, Nelson Sargento, Valter Alfaiate e Elton Medeiros, entre outros. Compõe trilha para cinema, tendo feito recentemente a dos documentários Outras Verdades e Panair do Brasil.  Atualmente, é dono do selo Cedro Rosa, pelo qual lança ainda este o CD de estreia de Clarice Magalhães, cantora e percussionista da Lapa, e finaliza, como diretor musical o projeto de um documentário longa metragem e CD sobre partido alto,  também com grandes nomes desta vertente carioquíssima do samba.
Marceu é jornalista, autor de livros e letrista de música popular. Trabalhou no "Jornal do Brasil", na "Tribuna da Imprensa", nas revistas "Veja" e "Época", e hoje é o segundo deAncelmo Gois em sua coluna  no "Globo". Como jornalista, ganhou um Prêmio Esso por equipe, em 1988, e um Prêmio Imprensa Embratel, em 2001. Como escritor, publicou "Nada não e outras crônicas" (Editora Mauad, 1999); "Betinho, no fio da navalha" (com Franklin Martins, Fernando Molica, Emir Sader e Suely Caldas, Editora Revan, 1996); "BipBip, um bar a serviço da alegria" (com Francisco Genu e Luiz Pimentel, Edição Independente, 2001); e "Jornalistas que valem + de 50 contos" (com mais 51 autores, Editora Casa Jorge, 2006). Como letrista, concentra sua produção mais constante na parceria com Tuninho Galante.

 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário