cmrmc

cmrmc

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

TEMPLO DE GLÓRIA – UMA HOMENAGEM A CLEMENTINA DE JESUS

Foto de Carol de Hollanda

Ilessi e Beatriz Faria

Dias 11 e 12 - sexta e sábado - 19 horas

  Tempo de Glória – Homenagem à Clementina de Jesus”, idealizado pelas cantoras Ilessi e Beatriz Faria, é um mergulho na obra de Clementina de Jesus, um dos nomes mais expressivos da música brasileira. O show faz um apanhado de toda a carreira da “Rainha Quelé”, apresentando sambas, modas, jongos e outros ritmos de origem africana, calangos, entre outros gêneros musicais populares presentes em seu repertório.

  No repertório, clássicos como “Na linha do mar” e “Marinheiro só”, e outras músicas menos conhecidas, como “Olhos de azeviche” e “Estácio, Mangueira”.

  Junto com Beatriz e Ilessi, estarão os músicos Anderson Balbueno (percussão), Gabriel Geszti (piano e acordeon), Luís Barcelos (bandolim, violão e arranjos), Rafael Mallmith (violão de 7), Thiago Lima (percussão) e Paulino Dias (percussão).

  Falecida em 1987, Clementina – ou simplesmente Quelé – iniciou sua carreira artística em 1964, aos 63 anos e encantou os ouvidos mais sensíveis com um repertório especial, composto de diversos gêneros musicais da cultura popular brasileira, tais como o samba, a moda, o jongo e o calango.

  Neta de escravos, nascida em Valença, interior do estado do Rio de Janeiro, Clementina revelou ao grande público cânticos e músicas de trabalho escravo aprendidas com sua mãe.

  Despretensiosamente, tornou-se o elo entre as culturas negras do Brasil e da África, ao resgatar peças do folclore musical brasileiro que estão profundamente ligadas à matriz africana.

  Dona de um timbre incomum e de forte personalidade, Quelé teve o digníssimo papel de aproximar dois irmãos de sangue, de raça e de cultura e mostrar que estão irremediavelmente ligados. Viva a nossa Grande Mãe Quelé de Jesus!

 Saiba mais sobre Ilessi

Saiba mais sobre Beatriz Faria

Nenhum comentário:

Postar um comentário