cmrmc

cmrmc

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Show com Dayse do banjo

  Dayse do banjo
Dia 4/8 - Quinta-feira - 19h30


Instrumentista, cantora e compositora, nascida e criada em Padre Miguel, filha de músico erudito, aprendeu vários instrumentos de percussão, além do banjo, cavaquinho e violão. Artista de longa história musical no Rio, há 18 anos com sólida carreira em São Paulo.
DAYSE DO BANJO participou do movimento de samba no Cacique de
Ramos e iniciou sua carreira profissional nos anos 80 acompanhando como cavaquinista Dominguinhos do Estácio, Neguinho da Beija-Flor, Jorginho do Império, também participando do projeto Seis e Meia no teatro João Caetano, acompanhando Dona Ivone Lara e Jovelina Pérola Negra.
O nome Dayse do Banjo surgiu pelo interesse do público que perguntava: "você conhece a Dayse? Qual Dayse? A do Banjo" diziam todos, dando assim origem ao seu nome artístico.
Sob direção de Haroldo Costa, trabalhou no Hotel Intercontinental durante 8 anos em São Conrado-RJ. e, em eventos musicais no Brasil e no exterior, representando o samba e a cultura popular brasileira nos EUA e na Colômbia.
Em 1990 fez a harmonia do cavaco acompanhando na Passarela do Samba o mestre Jamelão e a Mangueira. Sacudindo a Sapucaí despediu-se do Rio de Janeiro. E que despedida! Teve seu desempenho reconhecido e elogiado pela imprensa que “cobria” o carnaval nesta avenida.
No ano seguinte a Gaviões da Fiel conquistava o título de campeã do carnaval paulista. Com seu cavaquinho, DAYSE deu aquele ritmo ao samba escolhido para representar a escola. Em seu portal na internet, a agremiação registrava que DAYSE era a primeira mulher a tocar cavaquinho nos desfiles oficiais no Sambódromo na terra da garoa. (Aliás, a artista foi a primeira mulher a tocar cavaquinho em desfiles oficiais do Rio e de São Paulo). Até o ano 2000, DAYSE foi cavaquinista de Almir Guineto, de quem se tornou parceira.
Em São Paulo, se apresenta semanalmente no espaço cultural "Traço de União-Casa de Brasilidades", com repertório que passeia pelo samba, choro e MPB adaptados ao seu estilo vigoroso de conduzir suas interpretações. Como instrumentista, acompanha expoentes do samba como Moacyr Luz, Adilson Bispo, Noca da Portela, tia Surica, Arlindo Cruz, Sombrinha, entre outros, mostrando sua versatilidade e preparo musical.
DAYSE prepara seu primeiro CD solo onde interpretará suas composições e outras de autores já consagrados no vasto movimento do samba brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário