cmrmc

cmrmc

domingo, 29 de abril de 2012

Rio Música - Maio


Rio Música - Maio

2/5 – 19:30 - Rio Novas BandasGabriel Cavalcante
Uma das vozes principais de dois populares movimentos musicais: Samba do Trabalhador e Samba da Ouvidor, Gabriel apresenta o show do seu primeiro CD “O Que Vai
Ficar Pelo Salão”.

3/5 – 19:30 - Rio Clássicos Duo Bretas-Kevorkian
Josiane Kevorkian (piano), Patrícia Bretas (piano). O duo apresenta concerto de piano a quatro mãos. Obras de Ronaldo Miranda, Debussy e Ravel.

4/5 – 19:30 - Rio JazzLatin Jazz Ensamble
Tomás Improta (piano), Marcelo Martins (sax), Paulo Russo (baixo), Roberto Rutigliano (bateria), José Arimateia (trompete). Uma homenagem à versão do jazz que flerta com a salsa, bolero, cha-cha e outros ritmos populares da America Latina.

5/5 – 19:30 - Rio RitmosÁurea Martins e Zé Maria Rocha
Áurea Martins (voz), Zé Maria Rocha (piano). Dona de um timbre vocal inconfundível,
Áurea se une a Zé Maria para apresentar o show “Música, Memória, e Nossa Cidade”.

9/5 – 19:30 - Rio Novas BandasBiltre
Arthur Ferreira (voz e efeitos), Diogo Furieri (guitarra e voz), Cláudio Serrano (baixo e voz), Vicente Coelho (teclado e voz). Idealizadores do triciclo elétrico, a banda Biltre é um coletivo de artistas que, através da música, integram as novas formas de arte que pipocam na cidade.

10/5 – 19:30 - Rio Clássicos OSB Ópera & Repertório
Josué Soares (trompa), Flavio Mello (trompete), Nilson Coelho (trompete), Elber Bonfim (trombone), Eliezer Rodrigues (tuba). Obras de Pixinguinha, Barbara Tate, Ary Barroso, Gilberto Gagliardi entre outros.

11/5 – 19:30 - Rio JazzGuto Goffi Quinteto
Fundador do grupo de rock brasileiro Barão Vermelho, Guto Goffi apresenta o show de seu CD solo Alimentar.

12/5 – 19:30 - Rio RitmosChico Salles
Chico Salles (voz), Macambira (sanfona), Durval (zabumba), Zé Leal (percussão),
Mozart Laranjeira (baixo). Há 40 anos no Rio de Janeiro, o nordestino/carioca une o samba ao
forró apresentando músicas de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, sambas matutos, além de
composições próprias.

16/5 – 19:30 - Rio Novas BandasVinícius Castro
Vinícius Castro (violão e voz), Pedro Mann (baixo), Maurício Chiari (bateria). O cantor e compositor recifense radicado no Rio, traz canções de seu primeiro CD Jogo de Palavras.

17/5 – 19:30 - Rio Clássicos Quarteto Uirapuru
Fernando Pereira (violino), Marco Catto (violino) Dhyan Toffolo (viola), Claudia Grosso (violoncelo). O quarteto de cordas apresenta obras de Samuel Barber, Ricardo Tacuchian e Mozart.

18/5 – 19:30 - Rio JazzDino Rangel
Dino Rangel (guitarra), Marcio Bahia (bateria), Zé Canuto (saxofone), Mazinho Ventura (baixo). Dino Rangel apresenta seu segundo cd passeando pelo samba, choro, toada, baião e frevo com composições de autores como Guinga, Tom Jobim, Garoto, Dori Caymi e Victor Assis Brasil.

19/5 – 19:30 - Rio RitmosSelma Reis
Selma Reis (voz), Misael da Hora (piano), Régis Gonçalves (percuteria). Comemorando os seus vinte e cinco anos de carreira, Selma Reis apresenta o espetáculo ‘’Cabaré Poético Musical’’ com direção de Flavio Marinho.

23/5 – 19:30 - Rio Novas BandasKarla da Silva
Dona de uma voz peculiar, Karla da Silva traz influências do Samba de Quadra, do Chorinho, Jazz, Bossa Nova e da Música Africana.

24/5 – 19:30 - Rio Clássicos Daniel Guedes, Hugo Pilger e Simone Leitão
Daniel Guedes (violino), Hugo Pilger (violoncelo), Simone Leitão (piano). O trio apresenta obras de Guerra Peixe, Francisco Mignone, Villa-Lobos e Brahms.

25/5 – 19:30 - Rio JazzMarco Lobo Quinteto

26/5 – 19:30 - Rio RitmosPagode Jazz Sardinha’s Club
Rodrigo Lessa (bandolim e bandarra), Roberto Marques (trombone), Bernardo Bosisio (violão e guitarra), Xande Figueiredo (bateria), Marcos Esguleba (percussão), Eduardo Neves (saxofone e flauta) e Edson Menezes (baixo). O grupo lança seu novo CD “Cidade Mestiça” pela Biscoito Fino e avisa – o negócio é misturar.

30/5 – 19:30 - Rio Novas BandasLeo Tomassini
Leo Tomassini (violão e voz), Dany Roland (bateria). Leo apresenta o show de lançamento do seu primeiro CD autoral Arpoador.

31/5 – 19:30 - Rio Clássicos Eduardo Monteiro e Clara Albuquerque
Eduardo Monteiro (flauta), Clara Albuquerque (cravo). Obras de Johann Sebastian e Carl Philip Emmanuel Bach compostas para Frederico, o Grande, Rei da Prússia em comemoração aos 300 anos de seu nascimento.

1/6 – 19:30 - Rio JazzArthur Maia Quinteto
Sobrinho de Luizão Maia, um dos maiores baixistas brasileiros, Arthur seguiu os passos de seu tio e é um dos mais importantes baixistas da atualidade, acompanhando nomes como Ivan Lins, Jorge Ben Jor, Gal Costa e Gilberto Gil.

2/6 – 19:30 - Rio RitmosHenrique Cazes & Marcello Gonçalves
Henrique Cazes (cavaquinho e violão tenor), Marcello Gonçalves (violão de 7 cordas). O duo com mais de quinze anos de parceria, apresenta as obras de seus dois discos, sendo o primeiro em homenagem a Pixinguinha, e o segundo em homenagem a Garoto.

6, 13, 20 e 27/5 – 11h – Rio Música para Crianças – Construindo Instrumentos e brinquedos musicais com Leonardo Fuks e Niágara Vieira e participação especial do prof. Paulo Teles.
Os instrumentos alternativos serão em sua maioria construídos com os participantes , que os empregarão em atividades lúdicas artísticas, onde a percepção e a liberdade de expressão serão estimuladas.
Para crianças entre 6 e 12 anos de idade.

Rio Novas Bandas




Gabriel Cavalcante
Dia 2/5 - Quarta-feira - 19h30


Chega o primeiro disco de Gabriel Cavalcante: O que vai ficar pelo salão (independente), trabalho coletivo, reunindo o violonista Patrick Ângelo e os compositores Roberto Didio e Renato Martins. São responsáveis pelo impecável acompanhamento e concepção: Marcus Thadeu, Magno Souza e Ana Rabello.

Cantor de voz potente e timbre grave, Gabriel é uma das vozes principais de dois populares movimentos musicais no Rio de Janeiro: Samba do Trabalhador e Samba da Ouvidor. Com apenas 24 anos de idade, já acompanhou e dividiu o palco com importantes nomes da música brasileira, atua como profissional desde os 15.
Para os que discutem com sincera preocupação sobre a ausência de novas gerações compondo, tocando e cantando com personalidade, O que vai ficar pelo salão surpreende do começo ao fim. Além das interpretações e duetos, Gabriel apresenta uma vertente ainda desconhecida por muitos, a de compositor. Como "Elmo de São Jorge", melodia que surge fascinante no entoar maiúsculo e arrebatador de Gabriel, onde talento é lugar-comum.

O trabalho é coletivo de fato. E isso fica claro nos arranjos e batuques sacados em conjunto do baú de pautas preciosas. É possível ver o brilho individual de todos os envolvidos.

Afinal de contas, quem é capaz de desvendar os segredos melódicos de Renato Martins? Ao ouvir as entrelinhas dos acordes de "O Que é de Louça", os mais desatentos não perceberão que se trata de uma linda homenagem a Paulinho da Viola. Ou então em "Mar Maior", samba que aprisiona subitamente, interpretado por Cristina Buarque.

E as letras de Roberto Didio? Tão fortes e vivas, que são capazes de derrubar as lágrimas dos mais insensíveis dos homens. Como na delicada "Choro de Mulher", interpretada por Anabela ou ainda na visceral "Muralhas", onde Áurea Martins empresta todo seu lamento à canção.

Patrick Angelo no violão e Ana Rabello no cavaquinho nos levam de volta a caminhos há muito não visitados. Com o fascínio inicial vem comoção. As águas turvas do presente clareiam a cada nota. Ao fundo, Marcus Thadeu e Magno Souza dão o ritmo, formando uma ponte de esperança com o que ficou lá para trás. É quase real o som do sorriso dos tamborins e pandeiros. Felizes novamente.

Três declarações de amor ao samba figuram no repertório: "Quando o samba veio me buscar" (Moacyr Luz e Roberto Didio), "Na Cantoria" (Renato Martins e Roberto Didio) e "Seu Camafeu" (Gabriel Cavalcante e Roberto Didio) – que faz referência ao disco Berimbaus da Bahia (1968), do lendário Camafeu de Oxossi.

O "Velho Batuqueiro" é lembrado na faixa de mesmo nome, onde a linha de frente dos Arengueiros é honrada com a marcação no peso de Xangô. O velho cantava mesmo bonito.

Por fim, o trabalho de amigos é cantado na faixa que dá nome ao disco. Uma celebração à amizade, seja em guerras perdidas, seja na saudade do balcão.

Participações especiais: Moacyr Luz, Amelia Rabello, Cristina Buarque, Áurea Martins e Anabela"

Rio Clássicos



Duo Bretas-Kevorkian

Dia 3/5 - Quinta-feira - 19h30

Patrícia Bretas (Piano); e Josiane Kevorkian (Piano)
Vencedoras de inúmeros concursos de piano no Brasil e no exterior, Patrícia Bretas e Josiane Kevorkian uniram seus talentos para formar o Duo Bretas-Kevorkian, um de nossos mais prestigiados conjuntos camerísticos, que tem sido convidado a fazer estréias mundiais de algumas obras brasileiras, muitas delas dedicadas ao duo. Desde sua estréia em 1995 o duo mantém o ideal de difundir a música brasileira, assim como valorizar obras do repertório internacional pouco difundidas no Brasil.

Patrícia Bretas, carioca, discípula de Maria da Penha e Myrian Dauelsberg no Brasil e de Eliane Richepin na França, é Professora da UFRJ. Tem tocado anualmente em diversas cidades da Europa, como Budapest, Praga, Bratislava, Stockholm, Luxembourg, Gothenburg e Kopenhagen, em recitais solo e como solista de orquestra. Foi solista convidada no Festival de Verão de Junsele (2004) e no Festival de Música e Poesia de Praga (2005), no Festival Martinu (2006), no Festival da Primavera de Budapest (2009) e Festival Internacional de Bratislava (2009). Em 2003 gravou seu 2º CD na República Tcheca pelo selo RadioServis, e em 2010 gravou seu CD “Patrícia Bretas - piano solo” com o patrocínio do OUROCAP.

Josiane Kevorkian, capixaba, discípula de Daisy de Luca e Maria da Penha no Brasil e de Pascal Rogé e Norman Beedie na Europa, é membro da Academia de Letras e Música do Brasil. Desde 1998 é Diretora Cultural da Casa de Artes Paquetá e Diretora Artística do Projeto Bem Me Quer Paquetá, patrocinado pela Petrobras, que desenvolve um extenso trabalho de formação artística através da música sinfônica para crianças e jovens da Ilha de Paquetá. Como pianista solista e camerista já tocou em várias séries de concertos no Brasil e no exterior, incluindo o Festival Internacional de Nice (França). Foi solista da Orquestra de Câmara de Vitória sob regência de Antonio Adolfo e da Orquestra Filarmônica do Espírito Santo sob a regência de Helder Trefzger.

Em 1997 o Duo Bretas-Kevorkian conquistou o 1º lugar, por unanimidade, no Concurso Artlivre de Duos Pianísticos em São Paulo. Desde então tem sido convidado a participar de gravações para rádio, televisão e CD.

Em 2002 foi solista convidado da Orquestra Sinfônica Brasileira para tocar o “Concerto para dois Pianos” de Francis Poulenc, sob regência de Roberto Duarte. Neste mesmo ano lançaram seu CD “Bretas-Kevorkian” com obras inéditas brasileiras para piano a 4 mãos e para 2 pianos, além da versão original para 4 mãos de A Sagração da Primavera, de Stravinsky.

Em 2008, sob a regência do maestro Ricardo Rocha, tocou a versão de câmara de Carmina Burana com a Cia. Bachiana Brasileira na Sala Cecília Meireles, com sucesso absoluto de público.

O duo tem atuado em importantes séries e festivais no Brasil, assim como na França, Inglaterra, República Tcheca e Alemanha, onde foi muito bem recebido.

...Das nove composições que perfazem o programa do CD, a palma nobre vai, sem sombra de dúvida, para 'Tango'(1993), numa excepcional execução do duo pianístico Patrícia Bretas & Josiane Kevorkian..." (Carlos Dantas, Tribuna da Imprensa, 13/01/2000)

Patrícia Bretas e Josiane Kevorkian formam um dos nossos mais destacados duos pianísticos...O duo realizou um recital de alto nível. Quanta beleza de interpretação da Dolly de Fauré e no Lundu de Mignone. Possança técnica admirável e distribuição das cores sonoras em equilíbrio.” (Carlos Dantas – Tribuna da Imprensa, 25/04/2001)

Porém o máximo do disco é (...) ‘A Sagração da Primavera’ de Stravinsky. (...) toda a concepção desta obra (...) surge de maneira candente, empolgante, no desempenho do duo Bretas-Kevorkian. É para se ouvir várias vezes.” (Carlos Dantas – Tribuna da Imprensa, 11/12/2002).

Rio Jazz




Latin Jazz Ensemble

Dia 4/5 - Sexta-feira - 19h30


Marcelo Martins (sax), José Arimateia (trompete),Tomás Improta (piano), Paulo Russo (contrabixo) e Roberto Rutigliano (bateria).
Os experientes instrumentistas trarão ao Centro de Referência da Música Carioca uma bela homenagem à versão do jazz que flerta com a salsa, bolero, songo, son, cha-cha e outros ritmos populares da America Latina e Caribe. O Latin Jazz tem uma forte pegada percussiva, e portanto dançante. Popularizado nos Estados Unidos da década de 1940, foi muito explorado pelos grupos de Dizzy Gillespie e Machito. Nos anos 90 voltou novamente a voga pela lenda de Porto Rico Tito Puentes. Hoje, sem abandonar o vigor do estilo, virtuoses como Gonzalo Rubalcaba, Chucho Valdés, Paquito D'Rivera e Arturo Sandoval elevaram o latin jazz ao mesmo status das correntes mais avançadas e contemporâneas do jazz atual.
No repertorio do show da Latin Jazz Ensemble poderemos escutar novas versões dos clássicos: "El día que me quieras" de Gardel y Lepera, "Besame Mucho" de Consuelo Velasquez, "Drume Negrita " de Bola de Nieve e "Groovin High" de Dizzy Gillespie entre outras.

Rio Ritmos



Áurea Martins e Zé Maria Rocha

Dia 5/5 - Sábado - 19h30

A cantora Áurea Martins e o pianista Zé Maria Rocha, músicos da MPB que por muitos anos trabalharam em bares e casas de show nas noites do Rio de Janeiro, apresentam este show dedicado à cidade. Com um repertório vasto, adquirido nestes anos de apresentações, não foi difícil montar o roteiro para o show que apresentarão com o nome ”Música, memória e nossa cidade.”
Zé Maria, pianista e diretor musical do espetáculo, fez uma pesquisa das músicas que falam sobre a cidade e que a ela fazem referência. Entre as escolhidas, não ficam de fora as tradicionais Valsa de uma Cidade, Rio Antigo, Sábado em Copacabana até Balanço Zona Sul.
Tom Jobim, Braguinha, Billy Blanco, Noel Rosa, Chico Anysio, Chico Buarque, Caetano Veloso, entre outros estão neste show dedicado à música, à memória e à cidade do Rio de Janeiro - fonte inspiradora.

Rio música para crianças


Leonardo Fuks e Niágara Vieira
Dia 6/5 - Domingo - 11h


Construindo Instrumentos e brinquedos musicais
Participação especial prof. Paulo Teles
Os instrumentos alternativos serão em sua maioria construídos com os participantes , que os empregarão em atividades lúdicas artísticas, onde a percepção e a liberdade  de expressão serão estimuladas.
Faixa etária: entre 6 e 12 anos de idade

Inscrições pelo e-mail: contato.cmrmc@gmail.com

domingo, 22 de abril de 2012

Rio Música - Abril


Rio Música - Abril

5/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Quadro Cervantes
Helder Parente (flautas, barítono e percussão), Márcia Taborda (soprano e vihuela), Mário Orlando (viola da gamba, vielle, flautas doce e contratenor), Nícolas de Souza Barros (alaúdes, viola caipira, guitarras renascentista e barroca). Obras medievais e renascentistas europeias, modinhas e lundus brasileiros.
6/4 – 19:30 - Rio Jazz – Ithamara Koorax e Marcel Powell
Ithamara Koorax (voz), Marcel Powell (violão). Homenagem a Baden Powell.
7/4 – 19:30 - Rio Ritmos – Grupo Semente
João Callado (cavaquinho), Bernardo Dantas (violão de 7 cordas), Bruno Cunha (voz e percussão), Marcos Esguleba (percussão),  Mestre Trambique (percussão). O grupo se estabeleceu como um dos mais importantes no processo de revitalização da Lapa.
8/4 – 18h - Rio Novas Bandas – Grupo Negro Mendes
Ricardo Bartra (voz, violão e percussão), José María Castañeda (voz e percussão), Edison Mego (percussão), Mónica Brun (voz e percussão), Marcelo Bruno (baixo e coros). Gêneros musicais oriundos da tradição negra e “criolla” das regiões costeiras do Peru.
12/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Quinteto Villa-Lobos
Rubem Schuenck (flauta), Luis Carlos Justi (oboé), Paulo Sergio Santos (oboé), Philip Doyle (trompa), Aloysio Fagerlande (fagote). Concerto de comemoração aos 50 anos do quinteto com arranjos e composições originais.
13/4 – 19:30 - Rio Jazz – Sergio Krakowski e o Carrossel de Pássaros
O pandeirista Sergio Krakowski apresenta o show do seu disco solo ‘O Carrossel de Pássaros’.
14/4 – 19:30 - Rio Ritmos – Pedro Miranda
Um dos expoentes da geração de músicos que surgiu no bairro da Lapa na última década, Pedro Miranda faz show do seu segundo CD Pimenteira.
 Eduardo Neves (flauta e sax), Luís Filipe de Lima (violão 7 cordas), João Callado (cavaquinho) e Beto Cazes (percussão).
15/4 – 18h - Rio Novas Bandas – 7 por meia dúzia
Deborah Pech (voz), Zé Motta (guitarra), Leandro Donner (guitarra), Marcelo Saboya (baixo), Felipe Reznik (percussão), Mike Rothman (bateria), Michel Nirenberg (sax, clarineta e teclados). O grupo acaba de vencer o “Concurso Bandas Megazine”, do Jornal O GLOBO com sua mistura de MPB, rock e ritmos nordestinos.
19/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Laila Vazen e Luciana Costa Et Silva
                Soprano e Mezzo-Soprano apresentam árias e duetos famosos acompanhadas de Silas Barbosa ao piano. Obras de Mozart, Rossini, Puccini, entre outros.
20/4 – 19:30 - Rio Jazz – Leo Gandelman
                Leo Gandelman (sax), Lula Galvão (guitarra), Guto Wirtti (baixo), Rafael Barata (Bateria). Um dos mais importantes saxofonistas da atualidade, Leo faz um show mesclando suas composições com standards da MPB que marcaram sua trajetória.
21/4 – 19:30 - Rio Ritmos – Letuce
Letícia Novaes (voz), Lucas Vasconcellos (teclados/guitarra), Fabio Lima (baixo), Thomas Harres (bateria). Show do novo CD Manja Perene.
22/4 – 18h - Rio Novas Bandas – Marina Iris e grupo coisa & tal
                Tomaz Miranda (cavaco), Joana Saraiva (flauta), Manuela Trindade (percussão), Chico Abreu (percussão), Maurício Massunaga (bandolim), Diogo Sili (violão), Marina Iris (voz), participação especial de Lúcio Sanfilippo (voz). Marina e grupo apresentam a obra de Paulo Vanzolini.
26/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Quarteto Rio de Janeiro
Quarteto de cordas formado por Felipe Prazeres (primeiro violino), Gustavo Meneses (segundo violino), Ivan Zandonade (viola) e Marcus Ribeiro (violoncelo), toca composições de Villa-Lobos e Alberto Nepomuceno.
27/4 – 19:30 - Rio Jazz – Gustavo Carvalho convida Torcuato Mariano
                Gustavo Carvalho (baixo), Omar Fontes (teclados), Buga (sax tenor e alto), Rodolfo Guilherme (trompete e fluguelhorn), Claudinho Mendonça (bateria), participação especial de Torcuato Mariano (guitarra). Gustavo apresenta o show do seu novo CD Tons do Mar com participação especial do guitarrista Torcuato Mariano.
28/4 – 19:30 - Rio Ritmos - Dio & Baco
Suely Mesquita e Eugenio Dale fazem show com canções do primeiro CD da dupla.
29/4 – 18h - Rio Novas Bandas – Eletrompete
Eduardo Santana (Trompete/Trombone), Pedro Silveira (Baixo/Guitarra), Pedro Tie (Teclado e Eletrônica). O trio traz na renovação da linguagem eletrônica a pitada certa do Brasil ‘tradicional’.

8, 15, 22 e 29/4 – 11h – Rio Música para Crianças – Oficina de percussão e ritmos populares com Thaís Bezerra
Mestra de bateria do Multibloco e educadora musical, Thaís Bezerra traz a versão para crianças de 5 a 14 anos de seu trabalho no bloco da Lapa, passeando pelos ritmos regionais e populares brasileiros através da percussão tocada em conjunto.

Rio Clássicos


Quarteto Rio de Janeiro
Dia 26/4 - Quinta-feira - 19h30

Quarteto de cordas formado por Felipe Prazeres (primeiro violino), Gustavo Meneses (segundo violino), Ivan Zandonade (viola) e Marcus Ribeiro (violoncelo), toca composições de Villa-Lobos e Alberto Nepomuceno.

Grupo criado em 1994, o quarteto conta com Felipe Prazeres, Gustavo Menezes e Ricardo Menezes, alternando-se, (violinos); Ivan Zandonade (viola) e Marcus Ribeiro (violoncelo). O Quarteto Rio de Janeiro é residente da Oficina de Música Cinves e participa ativamente do cenário musical camerístico, levando a todo país seu talento e gosto de tocar. As obras abrangem do período Barroco até o Contemporâneo, com destaque à música brasileira e repertório variado e versátil.
Felipe Prazeres - spalla da Orquestra Petrobras Sinfônica (mais no perfil dele logo acima).
Gustavo Menezes - concertino da Orquestra Petrobras Sinfônica e violinista da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal. Iniciou seus estudos musicais com o pai, tendo estudado com João Daltro de Almeida, Bernardo Bessler e Paulo Bosísio, entre outros. Integrou as principais orquestras sinfônicas e de câmara do Rio de Janeiro. Foi spalla da Orquestra de Câmara da Uni-Rio, da Camerata Gama Filho e da Camerata de Santa Tereza.

Ricardo Menezes - violinista, iniciou seus estudos com o pai, o trompista João Meneses, tendo aulas de violino com Michel Bessler. Tocou na Orquestra Sinfônica Jovem do Teatro Municipal, sob regência de David Machado e cursou a graduação na Escola Superior de Música de Karlshuhe, na Alemanha. Foi professor de violino da Escola de Música para Jovens em Remchingen e integrante da Orquestra de Câmara de Heidelberg, realizando tournées pela França, Alemanha, Áustria, Suíça e Espanha.
Ivan Zandonade - líder do naipe das violas da Orquestra Petrobras Sinfônica. Ivan iniciou seus estudos em Vitória, no Espírito Santo. No Rio de Janeiro concluiu bacharelado na Uni-Rio, na classe do professor Marco Antônio Lavigne. Foi bolsista da Fundação Vitae para curso de aperfeiçoamento musical com o professor Paulo Bosísio.

Marcus Ribeiro - violoncelista, Marcus Ribeiro se formou na Escola de Música da UFRJ e na Uni-Rio, aperfeiçoando-se em seguida no Conservatório da Basiléia, na Suíça. O músico é solista da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e o primeiro violoncelista da Orquestra Sinfônica Jovem do MERCOSUL. Já participou de importantes festivais internacionais de música, como os de Brasília e Curitiba, no Brasil, o de Siena, na Itália, Graz, na Áustria e Zilina, na Eslováquia.áquia.

Rio Jazz


Gustavo Carvalho convida Torcuato Mariano
Dia 27/4 - Sexta-feira - 19h30

Gustavo Carvalho (baixo), Omar Fontes (teclados), Buga (sax tenor alto), Rodolfo Guilherme (trompete e fluguelhorn), Claudinho Mendonça (bateria), participação especial de Torcuato Mariano (guitarra). 

Gustavo apresenta o seu novo CD Tons do Mar com participação especial do guitarrista Torcuato Mariano.



Rio Ritmos

Dio & Baco
Dia 28/4 - Sábado - 19h30


Suely Mesquita e Eugenio Dale fazem shows com canções do primeiro CD da dupla.

Ele fez um pacto com Baco. Ela reza pra Dionísio, o deus da zona. Ela é grega, ele é romano. Mas seja por Baco ou por Dionísio, faz tempo que os dois, cada um do seu jeito, juntos ou separados, louvam aquele que promete aos homens as delícias do descontrole. Compositor, produtor, arranjador, instrumentista, cantor, Eugenio Dale é, no mínimo, dois como Dionísio. Chega a ser vários, com seu jeito de astro pop e líricas canções ao violão. Suely Mesquita é tantas que já perdeu as contas: compositora, escritora, cantora, pesquisadora de voz.

Os dois, sempre reinventados e sozinhos em multidão, enchem o palco de vozes, violões, tamborim e pandeiro, mostrando as canções do primeiro CD da dupla, em fase de gravação.

As músicas do show têm a maldade do suíngue, fazendo todo mundo dançar pequenininho. ANJO G, marchinha que está entre as dez finalistas do Concurso de Marchinhas da Fundição Progresso 2012, é o destaque do momento.  PACTOCOMBACO, de Eugenio, abre o espetáculo. O mantra atual da dupla aparece em seguida: Até que chova dinheiro (“quero cantar no chuveiro/ pra sair com a alma lavada / até que chova dinheiro/ sem a gente fazer nada”). “Fizemos esta quando constatamos que ‘fazer’ demais atrapalha e que é preciso deixar que as coisas sigam seu curso”, conta Suely. Vem também Animal (Pedro Luís e Suely) tema de Fred, personagem de Reynaldo Gianechinni na novela Passione (“Animal/ Bem que quando o seu sangue pensa/ É feito um rio que se adensa (...)/ E os exercícios sábios somem/ E só parece sábia a natureza e o que os bichos comem”) e Sem capotta (de Suely e Eugenio), uma homenagem ao savoir vivre de Nelson Motta. Pra finalizar, Zona e Progresso (Suely, Pedro Luís e Arícia Mess), faixa título de um dos CDs de “Pedro Luís e a Parede”: “Dionísio é o deus da zona/ zona sagrada/ gen do zen genial/ lugar do bem e do mal”.

Rio Música para crianças

Thaís Bezerra 
Dia 29/4 - Domingo - 11h
Gratuito 

Oficina de percussão e ritmos populares
Mestra de bateria do Multibloco e educadora musical, Thaís Bezerra traz a versão para crianças de 5 a 14 anos de seu trabalho no bloco da Lapa, passeando pelos ritmos regionais e populares brasileiros através da percussão tocada em conjunto.
Na oficina serão trabalhados os instrumentos das baterias das escolas de samba do Rio de Janeiro e também instrumentos das nações de maracatu de baque virado do Recife.
Sobre Thaís Bezerra:
Thais Bezerra é musicista há 14 anos, professora, percussionista, pós-graduanda em Educação Musical e formada em Licenciatura em Música pelo CBM-CEU. Fez parte por 4 anos do Projeto Batucadas Brasileiras – Orquestra de Percussão Robertinho Silva e Carlos Negreiros, que se apresentou nos palcos mais importantes do cenário carioca. Atualmente, Integra a Companhia Folclórica da UFRJ. Ministra a oficina de ritmos brasileiros do Grupo Zanzar no Circo Voador, a oficina do Multibloco no Espaço Multifoco, sendo a MESTRA da Bateria do Multibloco desde sua criação (2008); ministra oficina de musicalização infanto-juvenil através da Percussão no Projeto Vozes do Carmelo e é concursada como prof. de música do ensino fundamental da Escola Municipal João Barbalho.  Publicou e gravou 3 apostilas acompanhadas de CD para uso nas oficinas do Multibloco.
Faça inscrições das crianças pelo e-mail: 
contato.cmrmc@gmail.com

Rio Novas Bandas


Eletrompete
Dia 29/4 - Domingo - 18h

O Eletrompete é um trio formado por Eduardo Santana (Trompete/Trombone), Pedro Silveira (Baixo/Guitarra) e Pedro Tie (Teclado e Eletrônica).
Traz na renovação da linguagem eletrônica a pitada certa de Brasil “tradicional”. 
Utilizando-se de grooves eletrônicos e os mais variados recursos e efeitos, resgata inúmeras melodias que tiveram grande importância na história da música brasileira, numa performance enérgica e empolgante.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Rio Música - Abril

Rio Música - Abril

5/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Quadro Cervantes
Helder Parente (flautas, barítono e percussão), Márcia Taborda (soprano e vihuela), Mário Orlando (viola da gamba, vielle, flautas doce e contratenor), Nícolas de Souza Barros (alaúdes, viola caipira, guitarras renascentista e barroca). Obras medievais e renascentistas europeias, modinhas e lundus brasileiros.
6/4 – 19:30 - Rio Jazz – Ithamara Koorax e Marcel Powell
Ithamara Koorax (voz), Marcel Powell (violão). Homenagem a Baden Powell.
7/4 – 19:30 - Rio Ritmos – Grupo Semente
João Callado (cavaquinho), Bernardo Dantas (violão de 7 cordas), Bruno Cunha (voz e percussão), Marcos Esguleba (percussão),  Mestre Trambique (percussão). O grupo se estabeleceu como um dos mais importantes no processo de revitalização da Lapa.
8/4 – 18h - Rio Novas Bandas – Grupo Negro Mendes
Ricardo Bartra (voz, violão e percussão), José María Castañeda (voz e percussão), Edison Mego (percussão), Mónica Brun (voz e percussão), Marcelo Bruno (baixo e coros). Gêneros musicais oriundos da tradição negra e “criolla” das regiões costeiras do Peru.
12/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Quinteto Villa-Lobos
Rubem Schuenck (flauta), Luis Carlos Justi (oboé), Paulo Sergio Santos (oboé), Philip Doyle (trompa), Aloysio Fagerlande (fagote). Concerto de comemoração aos 50 anos do quinteto com arranjos e composições originais.
13/4 – 19:30 - Rio Jazz – Sergio Krakowski e o Carrossel de Pássaros
O pandeirista Sergio Krakowski apresenta o show do seu disco solo ‘O Carrossel de Pássaros’.
14/4 – 19:30 - Rio Ritmos – Pedro Miranda
Um dos expoentes da geração de músicos que surgiu no bairro da Lapa na última década, Pedro Miranda faz show do seu segundo CD Pimenteira.
 Eduardo Neves (flauta e sax), Luís Filipe de Lima (violão 7 cordas), João Callado (cavaquinho) e Beto Cazes (percussão).
15/4 – 18h - Rio Novas Bandas – 7 por meia dúzia
Deborah Pech (voz), Zé Motta (guitarra), Leandro Donner (guitarra), Marcelo Saboya (baixo), Felipe Reznik (percussão), Mike Rothman (bateria), Michel Nirenberg (sax, clarineta e teclados). O grupo acaba de vencer o “Concurso Bandas Megazine”, do Jornal O GLOBO com sua mistura de MPB, rock e ritmos nordestinos.
19/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Laila Vazen e Luciana Costa Et Silva
                Soprano e Mezzo-Soprano apresentam árias e duetos famosos acompanhadas de Silas Barbosa ao piano. Obras de Mozart, Rossini, Puccini, entre outros.
20/4 – 19:30 - Rio Jazz – Leo Gandelman
                Leo Gandelman (sax), Lula Galvão (guitarra), Guto Wirtti (baixo), Rafael Barata (Bateria). Um dos mais importantes saxofonistas da atualidade, Leo faz um show mesclando suas composições com standards da MPB que marcaram sua trajetória.
21/4 – 19:30 - Rio Ritmos – Letuce
Letícia Novaes (voz), Lucas Vasconcellos (teclados/guitarra), Fabio Lima (baixo), Thomas Harres (bateria). Show do novo CD Manja Perene.
22/4 – 18h - Rio Novas Bandas – Marina Iris e grupo coisa & tal
                Tomaz Miranda (cavaco), Joana Saraiva (flauta), Manuela Trindade (percussão), Chico Abreu (percussão), Maurício Massunaga (bandolim), Diogo Sili (violão), Marina Iris (voz), participação especial de Lúcio Sanfilippo (voz). Marina e grupo apresentam a obra de Paulo Vanzolini.
26/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Quarteto Rio de Janeiro
Quarteto de cordas formado por Felipe Prazeres (primeiro violino), Gustavo Meneses (segundo violino), Ivan Zandonade (viola) e Marcus Ribeiro (violoncelo), toca composições de Villa-Lobos e Alberto Nepomuceno.
27/4 – 19:30 - Rio Jazz – Gustavo Carvalho convida Torcuato Mariano
                Gustavo Carvalho (baixo), Omar Fontes (teclados), Buga (sax tenor e alto), Rodolfo Guilherme (trompete e fluguelhorn), Claudinho Mendonça (bateria), participação especial de Torcuato Mariano (guitarra). Gustavo apresenta o show do seu novo CD Tons do Mar com participação especial do guitarrista Torcuato Mariano.
28/4 – 19:30 - Rio Ritmos - Dio & Baco
Suely Mesquita e Eugenio Dale fazem show com canções do primeiro CD da dupla.
29/4 – 18h - Rio Novas Bandas – Eletrompete
Eduardo Santana (Trompete/Trombone), Pedro Silveira (Baixo/Guitarra), Pedro Tie (Teclado e Eletrônica). O trio traz na renovação da linguagem eletrônica a pitada certa do Brasil ‘tradicional’.
8, 15, 22 e 29/4 – 11h – Rio Música para Crianças – Oficina de percussão e ritmos populares com Thaís Bezerra
Mestra de bateria do Multibloco e educadora musical, Thaís Bezerra traz a versão para crianças de 5 a 14 anos de seu trabalho no bloco da Lapa, passeando pelos ritmos regionais e populares brasileiros através da percussão tocada em conjunto.

Rio Clássicos


Laila Vazen e Luciana Costa Et Silva
Dia 19/4 - Quinta-feira - 19h30

Soprano e Mezzo-Soprano apresentam árias e duetos famosos acompanhadas de Silas Barbosa ao piano. Obras de Mozart, Rossini, Puccini, entre outros.


Rio Jazz


Léo Gandelman
Dia 20/4 - Sexta-feira - 19h30
  
Um dos mais importantes saxofonistas da atualidade, Leo faz um show mesclando suas composições com standards da MPB que marcaram sua trajetória. 

Formação: Leo Gandelman (sax), Lula Galvão (guitarra), Guto Wietti (baixo) e Rafael Barata (Bateria).

Rio Ritmos

Letuce
Dia 21/4 - Sábado - 19h30

Anoiteceu na piscina haikai do Letuce. O romance acendeu e pulou a fogueira. Nasce um outro disco, outro material pro drama, o textolírico-musical do espetáculo. Letícia já no começo convoca as deusas, por ela, pra nós as guias: Pra Passear é a primeira canção, e já estamos na beira da estrada, mirando as casas e fantasiando os seus moradores, esperando o auxílio das tais deusas.

A cena está posta, os refletores e a fumaça rarefeita, Lucas Vasconcellos rege o crescendo sonoro de um finale-apoteose. Um vocalise de outro tempo da Letícia flutua esperançoso em cima do tsunami de som, que ejacula no final. Termina Pra Passear e as cortinas se abrem para MANJA PERENE.

Letícia Novaes e Lucas Vasconcellos, parceiros na música e na vida compartilhada, levam o romance solar do primeiro disco PLANO DE FUGA PRA CIMA DOS OUTROS E DE MIM pra dentro da noite, saem da piscina e se embrenham na floresta erguida na beira da estrada. No escuro, acendem a fogueira. Onde havia centopéias e lagartas cúmplices, agora circulam misteriosos touro e cabra. Antes, a evolução alentadora de Darwin (Darwin's Fairy Tale do primeiro disco), mas o mergulho na sombra do inconsciente agora chama Freud (Freud Sits Here).

MANJA PERENE é o título que já avisa que aqui não se quer a facilidade do sentido único. MANJA PERENE é o que te der na cuca. E o resto do disco se desfolha assim (outonal? invernal? Veraníssimo incandescente?). Adorando a vastidão de enunciados da música dos tons,
dos timbres e das palavras: isso não É isso, mas isso E isso E isso E isso E aquilo.

O amor calmo e quentinho ainda brilha em Cataploft, mas já cheio da consciência do desafio do encontro de dois. O casal pede coragem – na própria Cataploft, e na recusa do "medo alimento dos covardes" no solo vocal do Lucas, Areia Fina. Além dessa, Lucas canta sozinho Anatomia Sexual, que assume, apaixonada, que há dor em dividir a cama, e exalta a "onda de comunicação de amor" que é o eixo desse projeto musical em parceria.

Em MANJA PERENE a dupla dança pagã celebrando a libido nas surpreendentes incursões de guitarras estridentes do Lucas e nos novos agudos da Letícia. Nas duas vezes em que a palavra calcinha aparece como ícone potentíssimo: Fio Solto e Sempre Tive Perna (e ainda pra completar o "conjunto lingerie" a própria canção intitulada Sutiã).

Ouvir o disco é se deleitar fantasiando o espetáculo que ele vai engendrar. Encenado pela atriz Letícia Novaes, todos esses signos quando transportados pro palco ganham – ainda que já estejam cheios de – uma outra avalanche de qualidades, e novas tintas pela sua notória grandeza de performer. Em Fio Solto ela, acostumada a cantar o amor e a volúpia a dois, faz o elogio do tesão solitário que, dentro do panorama do disco, só pode sublinhar a importância do auto-prazer para
a nutrição de qualquer amor a dois.

Os ruídos ainda estão aqui, as harmonias sinuosas, os grooves, as caminhas sonoras de lençóis macios ou de arame farpado, os arranjos de palavras inesperados, as maravilhas das jóias desencavadas da língua portuguesa: tramóias, balbúrdias, mequetrefes, trauletadas, bacurinhas
e cocurutos.

A salamandra entrou na piscina. A fumaça da fogueira é a água evaporada da piscina-ícone do primeiro disco. Lunar, brilhando de dentro do breu, MANJA PERENE crepita.

Bio: Ela multiartista, ele multinstrumentista. Um casal. Mil afinidades. Milhares de referências. Trocas. E muito amor. E muita música. Assim é o Letuce, projeto musical que os namorados Letícia
Novaes e Lucas Vasconcellos fundaram em 2008.

Rio Música para crianças

Thaís Bezerra 
Dia 15/4 - Domingo - 11h
Gratuito 
Oficina de percussão e ritmos populares
Mestra de bateria do Multibloco e educadora musical, Thaís Bezerra traz a versão para crianças de 5 a 14 anos de seu trabalho no bloco da Lapa, passeando pelos ritmos regionais e populares brasileiros através da percussão tocada em conjunto.

Na oficina serão trabalhados os instrumentos das baterias das escolas de samba do Rio de Janeiro e também instrumentos das nações de maracatu de baque virado do Recife.

Sobre Thaís Bezerra:
Thais Bezerra é musicista há 14 anos, professora, percussionista, pós-graduanda em Educação Musical e formada em Licenciatura em Música pelo CBM-CEU. Fez parte por 4 anos do Projeto Batucadas Brasileiras – Orquestra de Percussão Robertinho Silva e Carlos Negreiros, que se apresentou nos palcos mais importantes do cenário carioca. Atualmente, Integra a Companhia Folclórica da UFRJ. Ministra a oficina de ritmos brasileiros do Grupo Zanzar no Circo Voador, a oficina do Multibloco no Espaço Multifoco, sendo a MESTRA da Bateria do Multibloco desde sua criação (2008); ministra oficina de musicalização infanto-juvenil através da Percussão no Projeto Vozes do Carmelo e é concursada como prof. de música do ensino fundamental da Escola Municipal João Barbalho.  Publicou e gravou 3 apostilas acompanhadas de CD para uso nas oficinas do Multibloco.

Faça inscrições das crianças pelo e-mail: contato.cmrmc@gmail.com

Rio Novas Bandas


Marina Iris e Grupo Coisa & Tal
Dia 22/4 - Domingo

Com arranjos minuciosos, bandolim, flauta, violão, cavaco e percussão,
Marina Iris e grupo Coisa & Tal apresentam ao público um repertório cuidadosamente escolhido
entre sambas e outros gêneros da música popular.
Levanta, sacode a poeira: Vanzolini não é só Ronda e Volta por Cima.
Pensando nisso, Pedro Paulo Malta, Marina Iris e o grupo Coisa & Tal criaram o espetáculo Sexta-feira de madrugada - uma homenagem a Paulo Vanzolini, em que apresentam cerca de vinte músicas do admirável compositor paulista. 

Formação: 
 Thomaz Miranda (cavaco), Joana Saraiva (flauta), Manuela Trindade (percussão), Chico Abreu (percussão), Maurício Massunaga (bandolim), Diogo Sili (violão), Marina Iris (voz), participação especial de Lúcio Sanfilippo (voz). 

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Rio Música - Abril


Rio Música - Abril

5/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Quadro Cervantes
Helder Parente (flautas, barítono e percussão), Márcia Taborda (soprano e vihuela), Mário Orlando (viola da gamba, vielle, flautas doce e contratenor), Nícolas de Souza Barros (alaúdes, viola caipira, guitarras renascentista e barroca). Obras medievais e renascentistas europeias, modinhas e lundus brasileiros.
6/4 – 19:30 - Rio Jazz – Ithamara Koorax e Marcel Powell
Ithamara Koorax (voz), Marcel Powell (violão). Homenagem a Baden Powell.
7/4 – 19:30 - Rio Ritmos – Grupo Semente
João Callado (cavaquinho), Bernardo Dantas (violão de 7 cordas), Bruno Cunha (voz e percussão), Marcos Esguleba (percussão),  Mestre Trambique (percussão). O grupo se estabeleceu como um dos mais importantes no processo de revitalização da Lapa.
8/4 – 18h - Rio Novas Bandas – Grupo Negro Mendes
Ricardo Bartra (voz, violão e percussão), José María Castañeda (voz e percussão), Edison Mego (percussão), Mónica Brun (voz e percussão), Marcelo Bruno (baixo e coros). Gêneros musicais oriundos da tradição negra e “criolla” das regiões costeiras do Peru.
12/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Quinteto Villa-Lobos
Rubem Schuenck (flauta), Luis Carlos Justi (oboé), Paulo Sergio Santos (oboé), Philip Doyle (trompa), Aloysio Fagerlande (fagote). Concerto de comemoração aos 50 anos do quinteto com arranjos e composições originais.
13/4 – 19:30 - Rio Jazz – Sergio Krakowski e o Carrossel de Pássaros
O pandeirista Sergio Krakowski apresenta o show do seu disco solo ‘O Carrossel de Pássaros’.
14/4 – 19:30 - Rio Ritmos – Pedro Miranda
Um dos expoentes da geração de músicos que surgiu no bairro da Lapa na última década, Pedro Miranda faz show do seu segundo CD Pimenteira.
 Eduardo Neves (flauta e sax), Luís Filipe de Lima (violão 7 cordas), João Callado (cavaquinho) e Beto Cazes (percussão).
15/4 – 18h - Rio Novas Bandas – 7 por meia dúzia
Deborah Pech (voz), Zé Motta (guitarra), Leandro Donner (guitarra), Marcelo Saboya (baixo), Felipe Reznik (percussão), Mike Rothman (bateria), Michel Nirenberg (sax, clarineta e teclados). O grupo acaba de vencer o “Concurso Bandas Megazine”, do Jornal O GLOBO com sua mistura de MPB, rock e ritmos nordestinos.
19/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Laila Vazen e Luciana Costa Et Silva
                Soprano e Mezzo-Soprano apresentam árias e duetos famosos acompanhadas de Silas Barbosa ao piano. Obras de Mozart, Rossini, Puccini, entre outros.
20/4 – 19:30 - Rio Jazz – Leo Gandelman
                Leo Gandelman (sax), Lula Galvão (guitarra), Guto Wirtti (baixo), Rafael Barata (Bateria). Um dos mais importantes saxofonistas da atualidade, Leo faz um show mesclando suas composições com standards da MPB que marcaram sua trajetória.
21/4 – 19:30 - Rio Ritmos – Letuce
Letícia Novaes (voz), Lucas Vasconcellos (teclados/guitarra), Fabio Lima (baixo), Thomas Harres (bateria). Show do novo CD Manja Perene.
22/4 – 18h - Rio Novas Bandas – Marina Iris e grupo coisa & tal
                Tomaz Miranda (cavaco), Joana Saraiva (flauta), Manuela Trindade (percussão), Chico Abreu (percussão), Maurício Massunaga (bandolim), Diogo Sili (violão), Marina Iris (voz), participação especial de Lúcio Sanfilippo (voz). Marina e grupo apresentam a obra de Paulo Vanzolini.
26/4 – 19:30 - Rio Clássicos – Quarteto Rio de Janeiro
Quarteto de cordas formado por Felipe Prazeres (primeiro violino), Gustavo Meneses (segundo violino), Ivan Zandonade (viola) e Marcus Ribeiro (violoncelo), toca composições de Villa-Lobos e Alberto Nepomuceno.
27/4 – 19:30 - Rio Jazz – Gustavo Carvalho convida Torcuato Mariano
                Gustavo Carvalho (baixo), Omar Fontes (teclados), Buga (sax tenor e alto), Rodolfo Guilherme (trompete e fluguelhorn), Claudinho Mendonça (bateria), participação especial de Torcuato Mariano (guitarra). Gustavo apresenta o show do seu novo CD Tons do Mar com participação especial do guitarrista Torcuato Mariano.
28/4 – 19:30 - Rio Ritmos - Dio & Baco
Suely Mesquita e Eugenio Dale fazem show com canções do primeiro CD da dupla.
29/4 – 18h - Rio Novas Bandas – Eletrompete
Eduardo Santana (Trompete/Trombone), Pedro Silveira (Baixo/Guitarra), Pedro Tie (Teclado e Eletrônica). O trio traz na renovação da linguagem eletrônica a pitada certa do Brasil ‘tradicional’.

8, 15, 22 e 29/4 – 11h – Rio Música para Crianças – Oficina de percussão e ritmos populares com Thaís Bezerra
Mestra de bateria do Multibloco e educadora musical, Thaís Bezerra traz a versão para crianças de 5 a 14 anos de seu trabalho no bloco da Lapa, passeando pelos ritmos regionais e populares brasileiros através da percussão tocada em conjunto.