cmrmc

cmrmc

terça-feira, 3 de março de 2015

Agenda Semanal - Março 2015


Programação Centro Municipal de Referência da Música Carioca - MARÇO / 2015

Rua: Conde de Bonfim, 824 - Tijuca
Tel: (21) 3238-3831

Exposição____________________________________________
Folia de Papel (até o dia 29 de março)
Entrada Gratuita. Terça a domingo das 10h às 18h.
Artista Plástico e Ilustrador - Carlos Meira.
A Exposição é uma homenagem aos personagens tradicionais das Escolas de Samba do Rio de Janeiro – ritmistas, passistas, velha guarda, destaques e carros alegóricos. É um verdadeiro desfile da Cultura Carnavalesca do Rio de Janeiro.

Clássicos Domingos_____________________________________

Dia 1/03 – domingo – 11h – Trio Capitu
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
No intuito de manter acesa a chama da música de câmara e reavivar a combinação destes três instrumentos – Débora Nascimento (fagote), Janaína Perotto (oboé) e Sofia Ceccato (flauta) – o Trio Capitu percorre o rico repertório original para esta formação, fortemente solidificada no período Barroco da história da música.
Aliado a esta ideia, o conjunto explora ainda suas possibilidades de atuação através de outros gêneros musicais, com o objetivo de enriquecer a experiência do ouvinte e destacar o potencial de seus instrumentos nas diversas linguagens sonoras.

Dia 8/03 – domingo – 11h – Maria Haro e Vera de Andrade (Duo de Violões)
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Maria e Vera apresentam ao público um repertório bem temperado, repleto de ritmos, melodias e harmonias de alguns dos mais inspirados violinistas brasileiros e compositores de várias gerações.

Dia 15/03 – domingo – 11h – Gelma Lopes e Elisa Azevedo
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
No repertório clássicos da MPB, Eu sei que vou te amar (Tom Jobim e Vinicius de Morais), As rosas não falam (Cartola), O mundo é um moinho (Cartola), Estrada do Sol (Dolores Duran e Tom Jobim), Emoções (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), Nunca (Lupicínio Rodrigues), Onde anda você (Vinicius de Morais e Hermano Silva).

Dia 22/03 – domingo – 11h – Sara Cohen
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Sara Cohen (piano)
Sara Cohen é Mestre (UFRJ) e Doutora em Musica (UNIRIO). Sua discografia é totalmente voltada para a música brasileira. No repertório músicas de Ernesto Nazareth, Heitor Villa-Lobos, Quequê Medeiros e Caio Senna.

Dia 29/03 – domingo – 11h – Noeli Mello e Priscila Bomfim
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Noeli é integrante efetiva do Corpo Coral do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Como solista já participou de concertos e Óperas como: Ópera “La Cenerentola” de Rossini, “Carmen” de Bizet, Cantata solo “Lucrézia” de Haendel, “Oratório de Natal” de Bach e outros. Priscila é pianista do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, onde trabalha com os cantores e solistas nas produções de ópera desde 2000.

Domingo das Crianças______________________________________

Dias 1, 8 e 15/03 – domingos – 16h – Daniela Fossaluza e Costurando Histórias apresentam Fios Encantados
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Onde começa uma história? Qual som é capaz de despertar uma narrativa adormecida... Dando início a partitura cênica que convida o público a uma viagem através do tempo e espaço, três mulheres, talvez bruxas, talvez fadas, como as antigas Moiras e fiandeiras, brincam de contar e cantar narrativas antigas: Rumpelstiltskin, o Dinheiro das Estrelas e Baba Yaga. Os contos de fadas ou contos maravilhosos são fonte de sabedoria universal que enriquecem significativamente o imaginário infantil. Grandes temas, como a necessidade de sobrevivência em condições adversas, a busca incansável pelo amor, pela imortalidade, os grandes desafios e encontros que orientam trajetórias, os auxiliares “mágicos” que surgem nos caminhos para ajudar os heróis e muitas outras abordagens sugeridas por essas tramas são bem vindas em cena para embalar pequenos e grandes espectadores e ajudá-los nos processos de simbolização do mundo que os caracteriza e rodeia. A linguagem de representar, cantar e contar histórias através de tapetes traduz de forma poética e dramática contos e lendas, configurando-se, também, como um modo “encantado”de vivenciar estes ricos e férteis conteúdos que sobrevivem ao tempo e povoam nossos corações e mentes.

Dias 22 e 29/03 – domingos – 16h – Hamilton Catette e Grupo Mitaí apresentam Don´t let me down
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O espetáculo musical infantil “Don't let me Down” é apresentado desde 2008 por Hamilton Catette e grupo Mitaí. É uma apresentação com músicas e brincadeiras bem variadas, repertório do próprio artista. É também uma homenagem ao Dia Mundial da Síndrome de Down, celebrada no 21 de março, por alusão à trissomia do par 21 dos cromossomos humanos. Hamilton que é pai de uma menina com a síndrome, contará e cantará as próprias experiências vividas desde o nascimento da filha e sua luta pela inclusão dos portadores desta síndrome.
No dia 29 de março fará também uma homenagem ao autismo já que o dia Mundial da Conscientização do autismo é celebrado no dia 02 de abril.
_____________________________________________________________

Dia 5/03 – quinta-feira – 19h30 – Luana Mallet
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Multi-instrumentista, a cantora e compositora Luana Mallete lança seu primeiro EP, intitulado SemiAcústica. Luana participou da primeira edição do programa The Voice Brasil (rede Globo). Em 2014, Luana foi convidada ao programa Compositores Unidos (Canal Brasil), onde interpretou composições autorais e a parceria inédita com Jorge Vercillo.

Dia 6/03 – sexta-feira – 19h30 – Ninah Jo em Caminhos de Mim
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Show de lançamento do CD Caminhos de Mim, no repertório Ninah Jo inclui inédita de Dudu Falcão, Caminhos de Mim, entre regravações das obras de Guilherme Arantes (Amanhã, 1977), Sérgio Sampaio (Eu Quero Botar Meu Bloco na Rua, a marcha que caminhou para as paradas nacionais em 1972), Vital Lima (Leopardo, música que deu título a álbum lançado pela cantora Marisa Gata Mansa em 1982) e da dupla João Bosco & Aldir Blanc (Cabaré, 1973).

Dia 7/03 – sábado – 19h30 – Claudete Soares canta Dorival Caymmi
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Show em homenagem a um dos nomes mais importantes que já surgiram no cenário musical brasileiro: Dorival Caymmi. Além das canções de Dorival, Claudette vai recordar seus grandes sucessos.

Dia 11/03 – quarta-feira – 9h as 11h30 – Estação Brincadeira / Carro-céu (Gravação - Programa da Rádio MEC)
GRATUITO
Gravação do programa carro-céu com Jujuba e Ana Nogueira. Esta atração faz parte da programação infantil “Estação Brincadeira” todos os sábados na Rádio MEC.

Dia 12/03 – quinta-feira – 19h30 – Manu Le Prince homenageia Johnny Alf
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Lançamento do CD Bossa para sempre, Tributo a Johnny Alf, em que é acompanhada de Idriss Boudrioua Quartet. Manu, que canta com leve sotaque francês, residiu no Brasil e por isso se sente também brasileira há mais de vinte anos. Escolheu o compositor de "Eu e a brisa"," Ilusão à toa", "Rapaz de bem" e "Céu e Mar", entre outras músicas de referência, pela beleza de suas letras e melodias, com influência jazzística, que Alf, sintetizou com a batida do samba, após anos e anos de estudo de piano clássico e popular.

Dia 13/03 – sexta-feira – 19h30 – Guidi Vieira
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Apresentação do seu primeiro CD solo, "Temperos" com produção de Daniel Medeiros (Fino Coletivo), conta com a participação de nomes como Zé Paulo Becker, Jurim Moreira e Chico Chagas. Foi masterizado por Ricardo Garcia (Magic Master - ganhador do Grammy Latino).

Dia 14/03 – sábado – 19h30 – Maíra Freitas Trio
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Um encontro entre o clássico e o moderno. A artista, formada em piano clássico, crescida e criada em meio do samba mais popular (filha de Martinho da Vila), passeia com naturalidade entre esses 2 universos.
Além dos sambas antológicos em arranjos intimistas, a artista também rearranja, e renova, grandes sucessos internacionais, como Feeling Good da Nina Simone, ou Beat It do Michael Jackson.

Dia 19/03 – quinta-feira – 19h30 – Andréia Mota
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O show possui como eixo principal a força dos ritmos brasileiros embebidos na linguagem do jazz, são apresentadas músicas de compositores consagrados como Milton Nascimento, Tom Jobim, Wilson Batista, Guinga e compositores contemporâneos como Thiago Amud, Marcelo Fedrá e Renato Frazão. Inspirada pela linguagem do poeta Manoel de Barros, em seu show Andreia Mota conduz o público por “paisagens” através de um roteiro cênico/musical, interpretando canções, compartilhando histórias reais ou inventadas e poesias, para que sejam ditas como um diálogo comum entre a cantora e a plateia.

Dia 20/03 – sexta-feira – 19h30 – Nina Wirtti e Grazie Wirtti com Ronaldo do Bandolim e Bebe Kramer em Veredas: tango e a canção brasileira
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
As cantoras Nina Wirtti e Grazie Wirtti despontam no novo cenário brasileiro e passeiam por vários estilos da MPB. Irmãs nascidas no RS, radicadas no Rio de Janeiro, elas revelam nesse show uma mostra de influências latino-americanas, herdadas principalmente do pai. Ronaldo do bandolim, bandolinista do Conjunto Época de Ouro é considerado um dos maiores bandolinistas brasileiros. Pertence ao Trio Madeira Brasil. Já participou de gravações com grandes nomes da música brasileira, com Marisa Monte, Rafael Rabello e Chico Burque.
Bebe Kramer, acordeonista nascido no RS, radicado no Rio de Janeiro.Tem se apresentado pelo Brasil e também mundo afora ao lado de Toninho Ferraguthi, Yamandu Costa, Hamilton de Holanda, Moraes Moreira, Toninho Horta, entre outros.

Dia 21/03 – sábado – 19h30MC Sabrina & DJ Grandmaster Funk Band
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
No repertório Eu solto a voz, O Sofrimento acabou, Implacável, Por onde quer que eu vá, Eu só quero é ser feliz, Faço tudo pelo carinho, entre outros sucessos.

Dia 25/03 – quarta-feira – 9h as 11h30 – Estação Brincadeira / Carro-céu (Gravação - Programa da Rádio MEC)
GRATUITO
Gravação do programa carro-céu com Jujuba e Ana Nogueira. Esta atração faz parte da programação infantil “Estação Brincadeira” todos os sábados na Rádio MEC.

Dia 26/03 – quinta-feira – 19h30 – Amanda Chaves
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Amanda chaves se destaca por sua voz marcante e composições autorais, mais o repertório também vai do Jazz ao Reggae da MPB ao Folk e Blues, com releituras de clássicos Nacionais e internacionais antigos e da atualidade. Atualmente, além dos shows através do SESC e Fundação e Secretaria de Arte e Cultura de Niterói. A artista também vem fazendo shows pelo Sul do País (em Santa Catarina ) e no Sul da Bahia com sua outra banda Betty Blues composta por Pedro Brum (Percuteria e Bateria ) Henrique Escova (Baixo e violão), e se dedica à produção e gravação do seu primeiro CD, com a direção e produção musical do Mazinho Ventura (Baixista) Ezio Filho (produtor e baixista da artista Zélia Duncan).

Dia 27/03 – sexta-feira – 19h30 – Gisela Magri
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O espetáculo Glicina Oscura, tango y samba enredados busca inspiração na ideia de uma polêmica. Não somente na que permeou o samba, graças a Noel Rosa e Wilson Batista, mas também na que relaciona os verdadeiros irmãos: amor e ódio, brigas e piadas, jogos, revanches, disputas e oposições futebolísticas de todo tipo.
São metáforas usadas para recriar o universo do samba e o do tango e que alimentaram, historicamente, a relação cultural entre Brasil e Argentina.

Dia 28/03 – sábado – 19h30 – María Toro
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Espanhola com uma destacada trajetória no flamenco e no jazz, combina o seu trabalho em companhias da Espanha e a Suíça com a sua carreira no Rio de Janeiro e em Nova York, onde tem se apresentado com artistas de renome como Jack de Jonette, Richard Bona ou Jorge Pardo. O objetivo de Toro e incorporar a flauta no flamenco e criar uma linguagem única e pessoal que mergulha a plateia em um mundo desconhecido. O projeto é o resultado de muitos anos de pesquisa e criação, que oferece o contraste dos sons de vanguarda do flamenco, e adiciona o sotaque brasileiro próprio dos músicos que acompanham a artista nessa aventura musical chamada A Contraluz.