cmrmc

cmrmc

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Programação Centro da Música Carioca - Novembro 2017

Exposição – Querubins da Grota________________________
Horários: Terças e Domingos, das 10h às 18h
Quarta a Sábado, das 10h às 19h30
Querubins da Grota” é um projeto fotográfico realizado com a “Orquestra de Cordas da Grota”, resultado do trabalho desenvolvido no “Espaço Cultural da Grota”, o qual realiza ações voltadas para promoção da cidadania através da cultura, da arte e da educação direcionado para crianças e jovens da comunidade Grota do Surucucu em Niterói.
Além das obras expostas, todas as imagens do livro “Querubins da Grota” que deu origem ao projeto, serão projetadas para que todos tenham acesso ao acervo digital. O fotógrafo Fernando Braune realizará, no mês de outubro uma aula aberta para alunos da rede pública onde discorrerá sobre o processo criativo do trabalho Querubins da Grota, além de fazer uma visita orientada pela exposição.

Clássicos Domingos 11h _________________________________
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Dias 5, 12, 19 e 26/11 – OSRJ – Música de Câmara
Fundada em 2005 a OSRJ (Orquestra de Solistas do Rio de Janeiro) é composta por jovens e talentosos músicos atuantes no cenário da música de câmara e sinfônica do Rio de Janeiro. Desde o ano de sua fundação a OSRJ vem oferecendo em sua temporada anual de concertos um abrangente repertório camerístico para diversas formações instrumentais.
Dia 5/11 – André Cunha e Leonardo Fantini (violinos), Bernardo Fantini (viola), João Bustamante (violoncelo) e Luciana Fantini (piano)
No programa: Mozart, Edino Krieger e Pixinguinha.

Dia 12/11 – Rafael Barros Castro (piano) e Levi Chaves (clarineta e saxofone alto)
No programa: Radamés Gnattali, Villa-Lobos, entre outros.

Dia 19/11 – Duo Fantini (piano e viola) e Geoffrey Fouvry (fagote)
No programa: Beethoven e Miklos Rosza.

Dia 26/11 – Duo Lula Washington (violão) e Luciana Fantini (piano)

Domingo das crianças 16h ____________________________
Dia 5/11 – Millôr apresenta SuperAções
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Neste espetáculo, o multi-instrumentista apresenta uma rica variedade sonora e musical. Numa crescente evolução, chega a executar simultaneamente até sete instrumentos musicais: sanfona 8 baixos, gaita, tambor, caixa, timbal, prato, agogô e reco-reco, somado a outros adereços sonoros como guizos, gungas, kazu, apitos e buzinas. Dessa forma, interpreta e mantém viva a tradicional e milenar arte circense do homem-banda.
A interação com o público ocorre através de jogos musicais de perguntas e respostas, adivinhações, além da participação com palmas e cantos.
O repertório apresenta músicas de diferentes estilos e regiões do país, passando por ritmos como MPB, rock, baião, samba, cantigas de roda, calangos, entre outros.

Dia 12/11 – Roni Valk e as Figurinhas
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Roni Valk (voz), Alexei Henriques (violino), Nico do Cavaco (violão e cavaquinho), Rique Bardana (piano), Mauro
Rocha (contrabaixo), Marcelo Sant'Anna (bateria e percussão) e André Sette (guitarra)
Show de lançamento do CD homônimo de Roni Valk. Composto por doze canções autorais, Roni contou com as participações mais que especiais de Maria Alcina, Áurea Martins e Suzana Salles, três cantoras consagradas da música brasileira.
O repertório é um passeio pelos ritmos brasileiros como a marchinha, a moda de viola, o afoxé, o samba-rock, a modinha e o baião. Tem brasilidade nas letras e nos variados instrumentos usados nos arranjos como o cavaquinho, a cuíca, o pife, o pandeiro, a viola caipira.

Dia 19/11 – Concerto Afinatto Oficina
Ingresso: R$ 2,00
A Afinatto Oficina, em parceria com Centro da Música Carioca, apresenta o concerto anual com alunos de idades entre 4 a 70 anos. A apresentação tem o objetivo de ser mais uma forma de aprendizado, aprimorando a experiência de palco e público dos alunos. O tema deste ano será Músicas de Filmes, e será composto por piano, violino, viola, violoncelo e percussão. Revezando entre alunos e professores no palco, o concerto vai transitar desde filmes antigos, como Star Wars, até temas mais recentes. O espetáculo também reserva algumas surpresas para os apaixonados por séries, como Game of Thrones, entre outros.

Dia 26/11 – Marcia Valença apresenta Casos e Cantigas
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Histórias populares, pesquisadas pelos folcloristas Câmara Cascudo e Silvio Romero são recriadas por Marcia Valença e emolduradas pelo cancioneiro popular, repleto de cantigas passadas pela oralidade de geração a geração. Casos e Cantigas é uma celebração e uma viagem pelo encantamento das histórias desse imenso e diverso Brasil.
Marcia Valença é atriz e professora e apaixonada pela cultura popular. Em Casos e Cantigas empresta sua expressão pra resgatar “causos” e sonoridades do folclore brasileiro.
A apresentação conta ainda com a riqueza do violão de Rodney Mariano, o “maranhoca” – mistura de maranhense com carioca. Mariano é músico, cantor, compositor e radialista.
____________________________________________________
Dia 2/11 – quinta-feira – 19h30 – Ronaldo Gonçalves e Bernardo Diniz apresentam O Samba Vai Durar
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Show de lançamento do album “O Samba Vai Durar”. Lançado de forma inteiramente digital em agosto de 2017, o álbum apresenta 8 sambas inéditos de autoria dos compositores. Ronaldo assina as melodias e Bernardo as letras e arranjos. Gravado no estúdio Tenda do Grilo e na Casa do Choro, o album conta com a participação de diversos artistas convidados e músicos representativos da cena musical carioca como Marcos Sacramento, Áurea Martins, Bebê Kramer e Ilessi.

Dia 3/11 – sexta-feira – 19h30 – Luiz Pié em Memória Afetiva
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Luiz Pié (voz), Rubinho Jacob (violão), Ademir Nogueira (guitarra) e Luiz Nogueira (percussão)
A turnê do Cd Memória Afetiva (selo Fina Flor) é o resultado de uma história de força superação e de um profundo amor à Música. Com 12 canções sob arranjos e regência de Roberto Menescal “Memória Afetiva” passeia por clássicos da Bossa Nova com um suave sabor de samba.
No repertório: Samba do Avião ( Tom Jobim), Amar é Tudo (Djavan), Zé do Caroço (Seu Jorge), entre outras canções.

Dia 4/11 – sábado – 19h30 – Avenida Samba Canção - Show em Homenagem ao Sambas Enredo com Igor Eça e Verônica Sabino
Participação especial: Mingo Araújo
Ingresso: inteira R$ 30,00 / meia: R$ 15,00
Igor Eça (voz, violão e guitarra), Verônica Sabino (voz) e Mingo Araújo (percussão).
O roteiro traz sambas emblemáticos que todo mundo sabe cantar, como “Das maravilhas do mar, fez-se o esplendor de uma noite”, de Davi Correia e Jorge Macedo (Portela, 1981), “Sonhar não custa nada”, de Paulinho Mocidade, Rico da Viola e Moleque Silveira (Mocidade, 1992), “Caymmi mostra ao mundo o que a Bahia e a Mangueira tem,” de Ivo Meireles, Paulinho e Lula (Mangueira, 1986)  e “Domingo”, de Aurinho da Ilha, Ione do nascimento, Adhemar Vinhaes e Waldir da Vala (União da Ilha, 1977).
Para além de preservar a memória do gênero carioca, o show mostra como os sambas enredos podem soar bonitos e encantar o público fora do período da folia, mostrando toda a beleza destas tramas que nos emocionam na Avenida há tantos Carnavais.

Dia 7/11 – terça-feira – 19h30 – Nos Tempos do Rádio
Ingresso: inteira R$ 10,00 / meia: R$ 5,00
Espetáculo realizado com os alunos do curso de teatro da melhor idade do Coletivo Sem Ribalta. A peça musical visa contemplar os Anos de Ouro da Rádio Nacional, com foco no programa do apresentador Cesar de Alencar, apresentando as estrelas que fizeram sucesso nos anos 50 e 60, como Emilinha Borba e Marlene. Além de recordar o famoso show de calouros e as lendárias propagandas da época.

Dia 8/11 – quarta-feira – 16h – Izabella Bicalho em Canções de Amor
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Izabella Bicalho (voz), Fernando Merlino (piano), Mauricio Massunaga (bandolim e violão) e André Vercelino (percussão).
Show em homenagem àquela que foi uma das mais importantes intérpretes da música brasileira Elizeth Cardoso. Durante décadas ela emocionou multidões com seus sucessos e inspirou grandes artistas como Ary Barroso, Vinicius de Moraes, Pixinguinha e muitos outros.
Um espetáculo que passeia pelo Samba Canção, Bossa Nova, Samba/Jazz e o Choro, estilos que faziam parte do emocionante repertorio da Divina. O Show é costurado por narrações de estória curiosas e emocionantes sobre a vida da cantora.

Dia 9/11 – quinta-feira – 19h30 – Samba de Dois em Caravana Giramundo
Ingresso: inteira R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Anderson Vaz (voz) e Virgílio dos Santos (cavaco)
No repertório sambas de roda, forró, ijexás, jongos e calangos de composições autorais e de grandes mestres da música brasileira, como: Nei Lopes, Wilson Moreira, Roque Ferreira, Xangô da Mangueira, Gilberto Gil, entre outros.

Dia 10/11 – sexta-feira – 19h30 – Nilze Carvalho apresenta Choro Canção
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Nilze (voz, violão, bandolim e cavaquinho), Hudson Santos (violão de sete cordas), Netinho Albuquerque (percussão).
Nilze traz composições do século XIX como a emblemática “Flor Amorosa”, de 1880, assinada por Joaquim Antonio da Silva Callado – “O Pai do Choro”. Junto delas clássicos do século XX, como: “1X0” (Pixinguinha / Benedito Lacerda/ adpt.Nelson Angelo) e “Curare” (Bororó). A ponte com tempos modernos se faz com canções de Edu Krieger (“Novo Amor”) e Marisa Monte/ Arnaldo Antunes (“De mais ninguém”) mostrando que o choro atravessa o tempo chegando incólume ao terceiro milênio. “Choro Canção” tem formação minimalista: couro e cordas compõem o show. Com seu último disco solo “Verde Amarelo Negro Anil” Nilze Carvalho foi indicada para o Grammy Latino na categoria “Melhor Disco de Samba” em 2015.

Dia 11/11 – sábado – 16h – I° Sarau de Violão
Ingresso: R$ 1,00
A orquestra de Violões da AV-Rio inaugura, a série “Saraus da Associação de Violão do Rio de Janeiro no Centro da Música Carioca Artur da Távola”, no qual o violão é a estrela principal. Aberto ao público, que também poderá tocar, o Sarau terá convidados especiais e atividades variadas, mostrando o violão em suas diversas formas: os clássicos do violão, o violão flamenco, o violão contemporâneo, o violão no choro, o violão no jazz.
Os Saraus ocorrerão sempre no segundo sábado do mês às 16 horas. Traga seu violão e participe!

Dia 11/11 – sábado – 19h30 – Joel Nascimento 80 Anos – Participação Especial: Henrique Cazes
Ingresso: inteira: R$ 30,00 / meia: R$ 15,00
Joel Nascimento se tornou nacionalmente conhecido na década de 1970, como o músico que soube levar o bandolim brasileiro adiante, depois da presença marcante de Jacob. Contribuiu decisivamente para a modernização dos grupos de choro, revelando novas possibilidades de arranjo.
Idealizador e produtor do CD-reportagem "Joel Nascimento: som, estilo & improviso", Henrique Cazes cultiva uma longa intimidade com o homenageado, pois tocam juntos desde 1980. A partir desse conhecimento sobre a trajetória ímpar de Joel, que ambos apresentam no espetáculo, os diferentes ambientes da música por onde o bandolim de Joel trafegou. Desde as rodas de choro do subúrbio até a música de concerto, passando pelas colaborações profícuas com os maestros Radamés Gnattali, Egberto Gismonti e Geraldo Vespar.

Dia 14/11 – terça-feira – 19h30 - PC Castilho e Instrumentice
Convidado Especial: Marcelo Caldi (sanfona)
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
PC Castilho (voz, flauta, sax), Carlos Rabha (contrabaixo, violão), Paulinho São Gonçalo (percussão), Rodrigo Porto (violão, guitarra) e Gil Guimarães (bateria)
Instrumentice é a vontade eterna que os músicos têm de fazer um som e proporcionar encontros em torno da grande arte que é a música, interpretando belas melodias, dialogando e improvisando num repertório que tem Pixinguinha, Tom Jobim, Gabriel Geszti, Chico Buarque, Sivuca, Marcelo Caldi, Léo de Freitas e Gilberto Gil , dentre outros. Explorando a rica diversidade rítmica brasileira, choros, sambas, baiões e outros estilos estão nesse passeio sonoro, que inclui composições dos músicos do time escalado. Composições novas e também as já conhecidas através dos CDs Barco de Música (Zangareio) e do álbum duplo Vento Leste (PC Castilho), dão o toque autoral desse encontro.

Dia 15/11 – quarta-feira – 16h – Elvira Canta Roberto Carlos
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
O espetáculo será uma releitura das canções do rei Roberto Carlos, músicas como “Se Você Pensa”, “Detalhes”, “Falando Sério”, “As Curvas da Estrada de Santo”, e outras, ganham uma roupagem nova, uma refinada mistura de jazz, pop, bossa nova e do e velho Iê iê iê.

Dia 16/11 – quinta-feira – 19h30 – Magali
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Magali (voz) e Victor Ribeiro (violão sete cordas)
Magali se une a Victor para apresentar o show Acústico, apresentando no repertório releituras para clássicos do samba e da MPB, além de algumas músicas autorais.

Dia 17/11 – sexta-feira – 19h30 – Carlos Uzêda
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Carlos Uzêda (voz), Wilson Nunes (piano), Flávio Pereira (contrabaixo), Marcelo Martins (sopros) e Helbe Machado (bateria).
O espetáculo será uma grande homenagem aos cem anos de nascimento de Haroldo Barbosa, um dos compositores mais importantes da música popular brasileira. Haroldo foi jornalista, radialista e escritor e suas canções são consideradas das mais bonitas do nosso cancioneiro e imortalizadas por intérpretes como Elizeth Cardoso, Miltinho, João Gilberto, Elza Soares e tantos outros.
Com essa produção musical riquíssima, Carlos Uzêda vem realizando uma série de shows, concretizando esta merecida homenagem, a este que foi um grande artista brasileiro.

Dia 18/11 – sábado – 19h30 – Ana Costa e Carrapicho Rangel apresentam Do Começo ao Infinto
Ingresso: inteira: R$ 30,00 / meia: R$ 15,00
Ana Costa, cantora, compositora e instrumentista carioca está lançando seu quinto CD ao lado de Carrapicho Rangel, jovem músico bandolinista radicado em Araraquara, São Paulo. O CD “Do Começo ao Infinito” é um projeto inusitado que une voz e bandolim como ponto central no universo de sambas, sambas canções, valsas e choros.
O espetáculo será uma mostra das composições do CD, intercalando com músicas populares de grande conhecimento do público em geral, que foram compostas para o instrumento, no caso, o bandolim. Dentre as inéditas o duo apresenta parcerias da cantora com João Cavalcanti, Zélia Duncan, Magali, Marcelo Caldi, Vidal Assis dentre vários nomes que compõem a cena de compositores da atualidade.

Dia 21/11 – terça-feira – 19h30 – Dagô - Dos Batuques Africanos às guitarras do Rock
Ingresso: inteira: R$ 10,00 / meia: R$ 5,00
A banda apresenta cantigas de matrizes africanas e suas religiões de raiz, reinterpretando a obra de compositores brasileiros que já pesquisaram e apresentaram músicas dessa vertente referencial. Autores como, Jackson do Pandeiro, Paulo Cesar Pinheiro, João Bosco, Aldir Blanc, Roque Ferreira são fontes de referencia para esse trabalho. Intérpretes da MPB, como Clara Nunes, Maria Betânia, Arícia Mess e Rita Beneditto também inspiram o repertório da banda.

Dia 22/11 – quarta-feira – 16h – Roda de Samba do Barão apresenta Vila Isabel Berço dos Abolicionistas
Ingresso: R$ 1,00
O bairro de Vila Isabel é tradicionalmente musical e conhecido como bairro boêmio e importante no cenário Abolicionista do Brasil tendo acolhido moradores ilustres das mais diversas áreas culturais. Este espetáculo vem resgatar e mostrar porque o bairro de Vila Isabel se tornou um sucesso, tese de mestrado e verdadeira linguagem musical da cidade do Rio de Janeiro e do País, cantado nas mais belas melodias de Noel Rosa, Martinho da Vila e tantos compositores da Música Popular Brasileira e servindo de inspiração para muitos escritores.

Dia 23/11 – quinta-feira – 19h30 – Felipe Adetokunbo, Um Herdeiro da Pequena África
Ingresso: inteira: R$ 10,00 / meia: R$ 5,00
Cantor e ator, traz em seu currículo atuação em alguns espetáculos (nacional e internacional) como Thriller Live Brasil Tour, Esquina o musical, Extravasa o musical. Foi também semifinalista no Primeiro reality The Voice Kids Brasil.
Felipe apresenta um show de entretenimento, entrelaçado de cultura e emoção, com voz e banda. Os vôos pela música internacional mostram a influência que a africanidade rítmica deu como contribuição à expressão musical mundial.

Dia 24/11 – sexta-feira – 19h30 – Vibra Negra Voz
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Duo criado por Thiago Kobe e Nina Rosa, que reúne voz e vibrafone para interpretação de músicas de poetas negros do samba. No espetáculo, a dupla evidencia as capacidades do instrumento atuando na base do samba, acompanhando a melodia do canto expressivo da cantora, ou até mesmo fazendo a melodia, enquanto se acompanha harmônica e ritmicamente um repertório de clássicos do gênero e de composições inéditas com performances vibrantes.

Dia 25/11 – sábado – 19h30 – Rodrigo Maranhão & Pretinho da Serrinha – 20 Anos de Amizade
Ingresso: inteira: R$ 40,00 / meia: R$ 20,00
Rodrigo Maranhão e Pretinho da Serrinha construíram suas carreiras musicais no meio do samba, do carnaval e da MPB. Como compositores e instrumentistas, já foram gravados e gravaram com alguns dos maiores nomes da música brasileira. Seu Jorge interpretou algumas músicas de Pretinho que se tornaram icônicas na sua voz, como “A Doida” “Burguesinha” e “Mina do Condomínio”. Sua carreira como instrumentista já o levou a dividir os palcos como músico de Marisa Monte, Caetano Veloso, Beth Carvalho, Arlindo Cruz, entre outros. Rodrigo Maranhão venceu um Grammy Latino pela sua música “Caminho das Águas” interpretada por Maria Rita, e além desta também já teve composições gravadas nas vozes de Roberta Sá, Zélia Duncan, Fernanda Abreu e outros da MPB.

Dia 29/11 – quarta-feira – 16h – Joyce Cândico faz Tributo a Elis Regina
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
A cantora Joyce Cândido faz um tributo especial a uma das maiores lendas da música brasileira. O show será em memória aos 35 anos da saída de cena de Elis Regina. Com roteiro de Renato Forin Jr e acompanhada por Fernando Merlino ao piano, Joyce Candido vai apresentar um expressivo apanhado da carreira de Elis, reunindo canções como Pois É (Tom Jobim/Chico Buarque), Nada Será como Antes (Milton Nascimento/Ronaldo Bastos), Construção (Chico Buarque), O Morro Não Tem Vez (Tom Jobim/Vinicius de Moraes) e ainda Ladeira da Preguiça (Gilberto Gil), Velha Roupa Colorida e Como Nossos Pais, ambas de Belchior, dentre outras.

Dia 30/11 – quinta-feira – 19h30 – Michel Taski Lança Um Malandro Em Paris
Ingresso: inteira: R$ 20,00 / meia: R$ 10,00
Michel Taski (voz), Rafael Mallmith (violão e guitarra), Fernando Leitzke (piano e acordeon), Edgar Araújo (bateria), Pedro Aúne (contrabaixo) e Marcelo Cebukin (sopros).
Belga naturalizado brasileiro, o cantor e compositor Michel Tasky mora no Rio de Janeiro há quase 25 anos e lançou o seu terceiro disco em abril deste ano. "Um malandro em Paris" (independente, distribuído pela Tratore) reúne dez músicas, com arranjos de Leandro Braga, Eduardo Neves, Alexandre Caldi, Guto Wirtti, Lucas Porto, Luís Barcelos, Jayme Vignoli, Fernando Leitzke, Thiago da Serrinha e Rafael Mallmith, que também assina a direção musical. O repertório é fruto de uma pesquisa sobre sambas que mencionam a França ou brincam com o francês nas suas letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário